2016

Em nosso primeiro ano de vida, realizamos um fórum de debates no Teatro do Paiol e uma festa na Ópera de Arame que deu o que falar, colocando as pessoas pra dançar no meio de um dos palcos mais famosos do país. Ao fim entregamos um legado para a cidade: um mural de 400m2 que hoje estampa o prédio histórico do Moinho Rebouças. O Subtropikal foi um dos finalistas do prêmio Prêmio Brasil Criativo na categoria Legado Imaterial.

Slide Image
Slide Image
Slide Image
Slide Image

2017

Ocupando um imóvel do ciclo da Erva Mate paranaense, o Casarão Bittar, em 2017 o Subtropikal ofereceu mais de 40 workshops em áreas de interesse diversas: de drones a pintura em parede. A instalação Solar foi um dos pontos altos da semana, bem como a instalação Humanscope, ao lado de showcases de artistas talentosos. Os bate-papos em profundidade aconteceram na Capela Santa Maria, tendo o empreendedor Facundo Guerra como convidado especial. 

A energia da Festa Subtropikal ficou por conta da estreia do BaianaSystem em Curitiba, ao lado da performance inédita da Mulamba com Alexandre Linhares na Ópera de Arame.

Em 2017 o Subtropikal ganhou o prêmio Destrava Awards na categoria Evento.

Slide Image
Slide Image
Slide Image
Slide Image

2018

Ocupando o Palacete Zacarias, no coração do Centro curitibano, o Subtropikal trouxe debates sobre consumo, consciência, futuro, criatividade e relações para o centro durante a semana. Workshops de produção musical, coolhunting e aceleração de marcas foram sucesso, e a Casa Subtropikal recebeu intervenções incríveis: visuais, sonoras e sensoriais, como a parceria com o festival KinoBeat que trouxe a artista Luisa Putterman, ou o diorama criado pelas artistas curitibanas Janete Anderman e Cinthia Ribas, passando pela performance de shibari com flores de Fabio Damotta.

Ao fim da semana a Festa na Usina 5 recebeu Flora Matos, Rico Dalasam, Rael, Teto Preto, rhr, o britânico Esa Williams e muito mais.

Slide Image
Slide Image
Slide Image
Slide Image

2018 – Florianópolis

O Subtropikal chegou em Floripa deixando sua marca na história da cidade: ao lado do artista Rodrigo Level pintamos uma quadra anexa ao Museu da Escola Catarinense, onde está em construção o primeiro coworking público do estado de Santa Catarina.

O Subtropikal Floripa realizou intervenções, bate-papos, bazar de criativos e showcases tanto na quadra (chamada de Square Lab) quanto dentro do Museu. Falamos sobre impacto social e a indústria do entretenimento na Ilha; levamos pra tocar a dupla Selvagem e o supergrupo Cores de Aidê – mulheres pioneiras na percussão no país. Em poucas palavras: foi lindo!

Slide Image
Slide Image
Slide Image
Slide Image