Carregando Eventos

« Todos Eventos

Roda das Co.Madres

15 dezembro|15:00~17:30

Gratuito

Nessa roda de conversa vamos nos inspirar no arquétipo da mulher-Afrodite. Na Grécia antiga, essa Deusa representava a sexualidade sagrada, isto é, não apenas o ato sexual em si, mas a habilidade humanda de se relacionar com o outro. Nesse sentido, a mulher-Afrodite domina não apenas o poder de “sedução”, como também o poder da fala, da comunicação e da expressão, pois a energia sexual é uma energia extremamente criativa.

Segundo a psicologia junguiana, a mulher-Afrodite quer que estejamos 100% presentes em nossas relações, sejam elas amorosas, sociais, familiares ou profissionais. Tamanha “promiscuidade” não é bem vista pelo sistema patriarcal, que, contradiatoriamente, também se beneficia dela. Os pai-triarcas desejam a liberdade das mulheres-Afrodite, mas não podem permitir que ela, de fato, aconteça. Ou seja, o que esse arquétipo representa não pode ser praticado no mundo real pelas mulheres reais, fica no imaginário, no intangível – daí a incansável busca por perfeição.

Em contraponto, temos uma série de mulheres artistas que exploram o universo afrodisíaco nas belas artes, no cinema, na música e na literatura. Elas questionam a repressão da sexualidade feminina e, em muitos casos, utilizam os próprios corpos como manifesto, como meio criativo para a reprodução de ideias.

Sobre: _ Co.Madres:

As Co.Madres promovem, desde 2016, rodas de conversa entre mulheres. A cada encontro, abordam um tema diferente do universo feminino.

Convidadas:

Miranda Luz é estilista, produtora de moda e modelo de São Paulo-SP.

Bruna Granucci é cineasta de formação e artista visual por predileção. Trabalha na ilha de Florianópolis em SC. Múltipla, a sua produção abrange desde colagens analógicas, bordados livres passando pelo desenvolvimento de vídeos experimentais e projetos de instalação e murais. Nesses diferentes meios e experimentações procura estabelecer um diálogo com o seu entorno social e político e suas experiências pessoais, materializando a subjetividade de seu pensamento, recorrendo sistematicamente à um discurso feminista e poético. Participou de mostras de arte e feiras gráficas em Porto Alegre e São Paulo, além de exposições coletivas em Santa Catarina.

Thayse Tsuruyama ou Tsu. Não se define como poeta, mas deixa que a poesia defina todo o seu trabalho. Criou o projeto de intervenção poética @seeufosseumafesta como uma forma de livre expressão, enquanto ainda atuava na área de branding e comunicação. Trabalhou durante dez anos para a marca Imaginarium e hoje se dedica à escrita ficcional e dá consultoria de comunicação.

Condução: Claudia Ursa. É designer, artista visual e criadora do projeto. Estuda o Sagrado Feminino e vertentes do movimento feminista há 3 anos. Recentemente se dedica ao estudos dos arquétipos femininos. Segundo a psicologia junguiana, os arquétipos correspondem aos padrões de comportamento humanos e facilitam o entendimento de nossos pensamentos e atitudes

Detalhes

Data:
15 dezembro
Hora:
15:00~17:30
Preço:
Gratuito
Categoria de Evento:
Evento Tags:
, ,
Website:
sympla.com.br/comadres-corpo-sexualidade-e-expressao__718110

Local

O Sítio
R. Francisca Luísa Viêira, 53 - Lagoa da Conceição
FLorianópolis, Santa Catarina 88062-140 Brasil
+ Google Map